Cuidando do Coração das Mulheres I

Cuidando do Coração das Mulheres I

#Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram

Conscientização sobre fatores de risco para doenças cardíacas tem de avançar, especialmente entre mulheres mais jovens, defende cardiologista americana, Athena Poppas .

Foi-se o tempo em que as doenças do coração eram vistas como um problema predominantemente masculino. Os números de infarto, insuficiência cardíaca e outras mazelas demonstram que os perigos ao peito são bem democráticos do ponto de vista do gênero. Mas essa conscientização, que envolve a população e os próprios profissionais de saúde, precisa continuar com força. Inclusive porque os males  cardiovasculares têm aparecido (e preocupado) ainda mais cedo nas mulheres. 

6 Passos Para Cuidar do Seu Coração


Quando conhecemos os principais desafios nessa missão, tudo fica muito mais simples. Por isso, listamos os principais fatores de risco que agravam a sua saúde cardiovascular e que você deve ficar sempre de olho, confira:

 

  1. Colesterol alto
    O colesterol elevado é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de arterosclerose coronária, angina e infarto. Dieta equilibrada e exercícios ajudam, mas, por vezes, será necessário utilizar medicamentos para controlar esta gordura da circulação.
  2. Obesidade
    O acúmulo de gordura no organismo é um indicativo do risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Aliar uma alimentação balanceada e uma rotina de exercícios é uma boa solução.
  3. Diabetes
    Diabetes é um condição na qual há falha no metabolismo do açúcar, fazendo com que ocorra um aumento na glicose no sangue, um fator de risco para muitas doenças, em especial a arterosclerose. Frequentemente o diabetes pode levar a angina, infarto e insuficiência cardíaca. Em virtude disto, é importante controlar a glicemia (nível de açúcar no sangue) , manter alimentação balanceada, sem exagerar nos doces e carboidratos e praticar atividade física. Estes cuidados tem de ser ainda mais acentuados no caso de existir história de diabetes na sua família. 
  4. Estresse
    O estresse é um conhecido fator de risco que facilita o desenvolvimento de doenças vasculares, aumenta a pressão arterial e que pode ser combatido com a prática de atividades físicas, reservando um tempo para seu lazer e convivendo com a família e amigos.
  5. Pressão alta
    Outro fator relacionado ao coração é a pressão alta, sendo assim, avalie regularmente sua pressão arterial e não exagere no sal na dieta.
  6. Sedentarismo
    A falta de atividade física é um dos fatores que colabora para o surgimento de doenças cardiovasculares. Então, para riscar esse fator da lista, que tal uma caminhada de 30 minutos por dia?

Caso você apresente alguns desses fatores, é hora de cuidar do seu coração. Procure o cardiologista e converse sobre os melhores caminhos para prevenir doenças cardiovasculares.

Referencia: Veja Saúde / Fleury – Medicina e saúde

 

Outros artigos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.