Mulheres protagonizam semana de evangelismo em São Paulo

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Envolvimento feminino em frentes evangelísticas resultou em centenas de batismos.

Por Vanessa Moraes para Adventistas.org

Telma Brenha (à esquerda) é líder de mulheres adventistas no estado de São Paulo (Foto: Arquivo Pessoal).
Entre os dias 19 e 25 de maio, as mulheres ocuparam majoritariamente os púlpitos dos templos adventistas em todo o estado de São Paulo. Com o tema Minha Escolha, a Semana de Evangelismo Feminino 2024 foi realizada em quase toda a América do Sul. O período especial contou com o envolvimento das mulheres, que por meio do envolvimento em diversas frentes missionárias, atraíram pessoas interessadas em estudar a Bíblia.

A professora Telma Brenha, líder das mulheres adventistas no estado de São Paulo, afirma que o envolvimento direto no evangelismo dá sentido especial à missão da mulher. “Estou muito feliz e agradecida a Deus porque esse é o quarto ano da Semana de Evangelismo do Ministério da Mulher. Começamos aos poucos, motivando as mulheres, e hoje elas já entenderam que o evangelismo é uma missão que cabe a elas desenvolverem também”, sublinha.

A semana especial também contou com investiduras do Mulheres em Missão, um projeto que existe há cinco anos e representa a reafirmação do compromisso feminino com a pregação do evangelho. “Nós estamos cumprindo o legado que o Senhor nos deu. O Ministério da Mulher está cumprindo o legado que o Senhor deixou para cada mulher, líder, pregadora e todas que estão envolvidas nessa missão tão linda”, destaca Telma.

Decisões pelo batismo marcaram semana especial (Foto: Arquivo Pessoal).

Mulheres em Missão

Em cada região do estado paulista, as mulheres desenvolveram ações e projetos. No leste e norte paulista, elas assumiram a programação em mais de 170 templos. Incentivadas pela iniciativa “Mulheres Pregadoras”, a semana especial envolveu mais de 490 mulheres na pregação da Bíblia.

Na região central da capital, 183 semanas especiais aconteceram e 132 pessoas foram batizadas. Agora o foco está no contato com as mais de 380 pessoas visitantes que aceitaram começar os estudos bíblicos.

No sudoeste, diversos assuntos foram abordados, como saúde física, mental e espiritual, todos voltadas ao tema Minha Escola. Na cidade de Alambari, a programação contou com muitos batismos.

Já no oeste de São Paulo houve 208 pontos de pregação e a participação de 457 mulheres nos púlpitos. Cerca de 100 chás evangelísticos foram realizados e quase mil pessoas se interessaram em estudar a Bíblia. O envolvimento de quase 2.500 mulheres em ações de evangelismo resultou em 162 batismos.

As mulheres do vale do Paraíba também participaram de forma intensa da semana especial. As ações aconteceram em cerca de 280 congregações do território.

 

Dezenas de investiduras reafirmaram compromisso das mulheres com a missão bíblica (Foto: Arquivo Pessoal).

Mais de 1.500 mulheres participaram do Evangelismo Feminino no sudeste paulista, que resultou em 150 batismos e na investidura de 224 pessoas no projeto Mulheres em Missão.

No sul do estado, chás e programações especiais marcaram a vida de membros e visitantes. Os cultos contaram com mensagens bíblicas, batismos e investiduras nos mais de 170 pontos de pregação.

Veja outros artigos

O que acontece depois do Dia das Mães

No último domingo, milhares de mães, em todo o Brasil, almoçaram com seus filhos, receberam presentes, foram parabenizadas e homenageadas publicamente. Mas

Esperança diante do sofrimento

Algumas passagens bíblicas se tornam complicadas de entender, e acreditar, quando tragédias acontecem. Mesmo para mulheres de fé pode ser um desafio