Jornada Plena na Missão: Uma experiência transformadora

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Jornada online inspira milhares de mulheres a praticarem evangelismo e promove transformações significativas.

Jornada Plena na Missão, com Telma Brenha

Ao longo do mês de janeiro, milhares de mulheres foram impactadas pela “Jornada Plena na Missão“, uma programação online composta por 31 vídeos, compartilhados diariamente pela manhã. Com o objetivo de aproximar e instruir mulheres no evangelismo, a Jornada foi apresentada pela líder do Mistério da Mulher para o estado de São Paulo, Telma Brenha. Mas o que ninguém poderia prever foi o inexplicável alcance e proporção que os vídeos alcançaram logo no primeiro mês do ano.

Por mais que o evangelismo seja um chamado ao “Ide”, é inegável que ele se inicia nos lugares mais íntimos. Com títulos como “Rotina Cooperativa“, “Família com Propósito” e “Comece Onde Você Está“, a Jornada trabalhou temas sensíveis antes de convidar às mulheres a expandirem seus ministérios.

O resultado pôde ser medido na prática, pois ainda que os grupos oficiais do evento possuíssem entorno de 5 mil mulheres, foram contabilizadas mais de 430 mil visualizações no canal do YouTube Mulheres em Missão.

Vidas transformadas

Ainda que os números impressionem, o motivo por trás desse resultado é ainda mais recompensador. Ao acompanharem a “Jornada Plena na Missão”, muitas mulheres se sentiram motivadas a colocar o evangelismo em prática e convidar outras mulheres a participarem. Uma dessas participantes ativas foi Elisangela Ferreira Jesus, de Guarulhos, que compartilhou sua experiência conosco.

“Compartilho [os vídeos] com o grupo de mulheres da igreja e também com 64 mulheres que são amigas, vizinhas e colegas de trabalho. No início, fiquei desconcertada com duas que pediram para não enviar os vídeos, mas Deus me animou, e continuei a encaminhar para as outras mulheres. Fiquei feliz ao perceber que algumas amigas foram abençoadas. Isso me inspirou a sugerir que façamos uma jornada a cada mês, com temas escolhidos por Deus”, relata Elisangela.

Outras mulheres, como Roselene Tertuliano, de Piracicaba, também compartilharam suas experiências positivas. Ela destacou a simplicidade e a clareza dos temas, compartilhando diariamente com o grupo da igreja e criando uma lista de transmissão para amigas não adventistas. Roselene agradece: “Muitas mulheres disseram que foi muito bom e que deveríamos ter essas jornadas sempre. Uma amiga não adventista até comentou que compartilhou todos os dias com as mulheres da igreja dela. Para mim, foi a melhor jornada até hoje. Muito obrigada.”

Tessália Lemos de Sousa, de Guarulhos, foi outra participante que encontrou inspiração na jornada para iniciar um projeto significativo. “A Jornada me fez propor um projeto para mulheres na igreja. Propus fazer um projeto de crochê – ‘Crochetando com a Palavra’. Nas quintas-feiras, ensinarei crochê básico para as mulheres que desejarem, aproveitando a oportunidade para compartilhar a palavra de Deus”, relata Tessália.

Essas experiências refletem não apenas o alcance massivo da “Jornada Plena na Missão” mas também a transformação nas vidas das mulheres que participaram. Entre testemunhos de resolução de conflitos e iniciativas evangelísticas,  cada relato evidencia a força do evangelismo feminino e a importância de criar espaços que permitam o crescimento espiritual e o compartilhamento de valores cristãos. Que as Jornadas do Ministério da Mulher continuem a inspirar e abençoar muitas vidas.

Veja outros artigos

O que a Bíblia diz sobre o jejum

Como o jejum pode ser uma prática vital no relacionamento com Deus. O jejum é uma prática espiritual profundamente enraizada no Cristianismo,

O perigo da mornidão

Um texto para você, e não somente para a pessoa que você pensou agora. Estamos juntas nesse propósito. Hoje, precisamos conversar sobre